TRISTE: Vídeo gravado por jovem antes de queda de avião; VEJA AQUI

0
633

Avião caiu em Bragança Paulista. Adolescente de 17 anos teve 80% do corpo queimado e morreu. Imagem mostra voo dentro da cabine da aeronave.

Polícia Civil vai usar um vídeo gravado pela adolescente de 17 anos vítima de um acidente de avião em Bragança Paulista para apurar a responsabilidade pela morte dela. Karoline Romero ficou um mês internada e morreu na madrugada. O piloto da aeronave disse à polícia que socorreu a adolescente antes de o avião pegar fogo.

Quando a aeronave em que os dois estavam atingiu um cabo de tensão e caiu. Karoline teve 80% do corpo queimado. O piloto, Lucas Bonventi, teve ferimentos leves.

As imagens divulgadas pelo advogado da família da vítima, Julio Tambashia, teriam sido feitas no dia do voo que terminou de maneira trágica. O vídeo estava no celular da adolescente e foi entregue à polícia.

A gravação mostra que a aeronave sobrevoava uma represa e, em alguns momentos, o piloto faz manobras próximas da água. Karoline e Lucas não aparecem nas imagens. (veja o vídeo abaixo)

Adolescente de 17 anos morreu em acidente com avião em Bragança Paulista (Foto: Arquivo Pessoal)

Adolescente de 17 anos morreu em acidente com avião em Bragança Paulista (Foto: Arquivo Pessoal)

O material foi anexado ao inquérito aberto pela Polícia Civil para apurar o acidente. O caso foi registrado, inicialmente, como homicídio culposo – quando não há a intenção de matar. O que a polícia investiga é se houve imperícia do piloto no momento do voo ou se ele foi negligente no momento de socorrer Karoline.

Na última semana, o piloto prestou depoimento à polícia e afirmou que socorreu Karoline, a deixou cerca de dez metros distante da aeronave e saiu para buscar socorro. Ao retornar, o avião havia sido consumido por chamas, que atingiram a adolescente.

“Queremos entender se ele socorreu ela como diz, porque ela se queimou, mas ele não ficou ferido. Queremos entender também se houve uma falha dele durante o voo que possa ter causado o acidente e levado à morte da adolescente. Estamos aguardando o laudo do local do acidente e outras testemunhas para prestarem depoimento”, explicou o delegado responsável pelo caso, Sandro Montanari.

A família de Karoline contesta a versão do piloto. De acordo com Tambaschia, quando esteve consciente no hospital, a jovem contou que não foi retirada do local do acidente por Lucas. “Queremos que se apure a versão que ele deu à polícia, de que socorreu a adolescente. Ela nos contou que não foi socorrida”, disse o advogado.

O advogado de Lucas Bonventi, Oswaldo Zago, foi procurado por telefone e não foi localizado até a última atualização desta reportagem.

Além da apuração da Polícia Civil, o caso segue sendo apurado por órgãos que fiscalizam e regulamentam a aviação civil. A Força Aérea Brasileira (FAB) informou, em nota, que a aeronave não tinha documentos que autorizassem o voo.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) disse que, a partir das informações de identidade do piloto, que serão fornecidas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronátucis (Cenipa), vai abrir um processo para apurar eventuais irregularidades em relação à licença de Lucas e ao registro da aeronave.

“Quando constatadas operações irregulares, o piloto e o operador da aeronave são responsabilizados administrativamente pela agência e poderão ser multados e ter seus certificados cassados. Além de responder sanção administrativa, a Anac poderá encaminhar denúncia ao Ministério Público e Forças Policiais para que sejam tomadas medidas no âmbito criminal”, disse o órgão.

Imagem mostra adolescente em aeronave antes do acidente (Foto: Arquivo Pessoal)

Caso

Após o acidente, Karoline Romero ficou um mês internada no Hospital Irmãos Penteado em Campinas. De acordo com o advogado da família, no começo desta semana, ela teria apresentado um quadro de infecção.

A família diz ainda que a adolescente conheceu o piloto nas redes sociais. O homem é de Bragança Paulista. A polícia disse que, no depoimento, Lucas Bonventi contou que os dois se falaram por meses pela internet e, segundo o piloto, o dia do acidente foi a primeira vez que teriam se encontrado pessoalmente.

No boletim de ocorrência do dia do acidente, o registro relata que o piloto teria identificado a adolescente como sua namorada. Apesar disso, o homem negou o relacionamento à polícia.

FONTE: G1

VEJA TAMBÉM:

Mulheres gravam ‘vídeo selfie’ momentos antes de morrer em acidente na BR-153

Noiva bilionária morta em voo com amigas, voltava de sua despedida de solteira. VEJA AQUI