Petista Jô Soares ironiza Bolsonaro em carta e recebe resposta ”matadora”. VEJA AQUI

0
226

O apresentador e humorista Jô Soares, petista assumido, publicou uma carta na , Folha de S.Paulo, dirigida ao presidente Jair Bolsonaro, onde faz referência ao chefe da nação comparando como se ele fosse o ”rei dos animais”.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, texto

 

Esta carta, causou muita indignação a muitas pessoas pela comparação usada por Jô, onde ele recebeu uma resposta de uma leitora, escrita em seu Facebook. Veja o que Jô escreveu e o que a leitora respondeu:

Carta de Jô Soares ao presidente Jair Bolsonaro:

“Realmente é um excesso de diversos predadores a atacar um leão solitário, tentando proteger-se e aos seus filhotes: são chacais supremos, racuns, capivaras e gambás, sem falar das folhas, cujo destino é inominável, e das eternas hienas globais.

A calúnia não para! Agora, querem lhe responsabilizar pelo fato de sua ilibada residência localizar-se na mesma região onde, por uma coincidência estúpida, habitava também um certo Ronnie, de alva notoriedade (mas em outro lar doce lar, é claro!). Sem nenhuma ligação, um valhacouto de papalvos!

(Para os menos ilustrados: 1- Valhacouto: lugar seguro onde se encontra refúgio; abrigo, esconderijo; o que se usa para encobrir o aspecto de uma coisa, ou as intenções de alguém; disfarce, dissimulação; 2 – Papalvo: diz-se de indivíduo simplório, pateta ou tolo.)

Voltando ao tema principal: cheguei a pensar, quando vi o vídeo (por sinal, parabéns pela montagem), que talvez a figura de Mogli, o Menino Lobo, criado na selva, enfrentando múltiplos perigos, fosse mais adequado a vossa excelência.

Meditei muito, passei a noite sem dormir, mas antes de apagar a luz estava começando um filme da Metro com aquele rugido característico: para mim, aquela mensagem foi decisiva. Pude finalmente dormir em paz: a sua definição é perfeita: vossa excelência é o leão. Vossa excelência é o rei dos animais!”

Veja aqui a resposta espetacular de… Kênia Cristina

 

A imagem pode conter: texto

Foto: blog vinícius santana