Médica contaminada com coronavírus diz: ”A cloroquina salvou minha vida”

0
77

A médica ginecologista de São Paulo, em entrevista concedida á Jovem Pan, ela relatou que quase morreu ao contrair o coronavírus.

Ela esteve em estado muito grave e com hemorragia interna, quando os médicos do hospital resolveram que ela teria que fazer uso do cloroquina, que seria o último recurso para ela poder sobreviver.

Vale lembrar que o Conselho de Medicina do Amazonas disse que cloroquina também é recomendado para casos leves e moderados.

Para a doutora Michele Chechter, a cloroquina quanto mais rápido o paciente utilizar, mais chances tem de sobreviver.

Veja o relato de sua cura:

Informações e fotos: Diário do Brasil