Lula reclama da traição e abandono de amigos que ficaram bilionários às suas custas

0
169

O ex-presidente Lula anda bastante ressentido na prisão. O petista tem se queixado da traição de amigos de longa data, com os quais fez negócios vantajosos e assegurou vantagens que nenhum outro amigo poderia garantir. Lula tem consciência de que muitos de seus ex-amigos se tornaram milionários às suas custas, como costuma dizer a interlocutores. Mas no cárcere, as mágoas de Lula com relação aos traidores parecem tornar seus dias na prisão ainda mais amargos.

Resultado de imagem para Lula  palocci

Pouco antes de ser preso, Lula andou se queixando das delações do ex-ministro Antonio Palocci  e dos empresários Emílio e Marcelo Odebrech, que confirmaram na Lava Jato que o petista recebeu propina da empreiteira em troca da aprovação de projetos superfaturados na Petrobras e pela liberação de recursos do BNDES para a empreiteira no exterior.

Na ocasião, Lula lamentou entre amigos que uma relação tão duradoura tenha terminado de forma tão cruel. Pessoas próximas comentam que a delação de Emílio e Marcelo Odebrecht foi um ato de traição, após tantos anos de parceria. “A empresa faturou bilhões durante os governos do PT e viu seu faturamento saltar de U$ 5 bilhões para mais de U$ 140 bilhões entre 2003 e 2014”, comentou um aliado de Lula.

Resultado de imagem para Lula odebrecht

Segundo fontes ligadas ao petista, Lula está ainda mais triste agora na prisão. Não apenas pelo fato de ter sido preso graças aos depoimentos de um outro ex-grande amigo, Léo Pinheiro, mas também por conta das outras seus ações penais em que ainda figura como réu. Em breve, Lula pode acumular a sua segunda condenação na Lava Jato, desta vez por conta das delações de Marcelo Odebrecht e Antonio Palocci, que já forneceram subsídios concretos para que o juiz Sérgio Moro o condene mais uma vez. Há ainda o receio no partido sobre os novos anexos do açougueiro Joesley Batista, da JBS. Apontado como um sujeito inescrupuloso e sem caráter, Joesley é motivo de preocupação não apenas por parte do ex-presidente Lula, mas também por parte da ex-presidente Dilma e de outras figuras do partido. Segundo fontes ligadas ao PT, Joesley deve aumentar os lances do leilão para assegurar sua impunidade e pode entregar muita gente não apenas no PT, mas em outros partidos da antiga base aliada de Lula e Dilma, como o PP, PDT e PCdoB.

A revolta de Lula com seus ex-amigos é compreensível.  

Fonte: www.imprensaviva.com

VEJA TAMBÉM:

EXTRA: Marcelo Odebrecht conversou com Palocci na prisão: ”LULA TRAIU TODOS NÓS”