FLAGRANTE: Advogada é presa por HOMOFOBIA, AGRESSÃO E RACISMO em São Paulo

0
135
Um vídeo causou revolta ao circular pelas redes sociais, onde uma mulher, identificada como Lidiane Brandão Biezok, advogada, de 45 anos, aparece descontrolada na padaria Dona Deôla, em São Paulo. Ela foi presa em flagrante pela Polícia Militar, por questionar se ali ”era uma parada gay”, com insultos racistas e, dando tapas em uma cliente, onde também fez mais insultos homofóbicos no local e também foi acusada pelas redes sociais da padaria de ter insultados os funcionários e clientes.
De acordo com a nota da padaria, eles estão á disposição das autoridades “para oferecer todo suporte na tomada das medidas legais cabíveis”.
Veja o vídeo: