EUA: Mensagens entre irmãos durante o massacre da escola na Flórida vão lhe dar arrepios: “Nós vamos sair daqui, eu prometo”

0
107

O massacre da escola na Flórida tem dado a volta ao mundo pelos piores motivos. Esse tiroteio ocorreu na última quarta-feira, e fez 17 mortos e várias vítimas, algumas delas graves. Agora, os alunos que conseguiram sobreviver estão contando suas histórias, naquele dia repleto de medo e terror. Entre eles, estavam dois irmãos chamados Sam e Matthew Zeif. Ambos estudam na Marjory Stonemason Douglas High School, local onde ocorreu o terrível crime.

Durante o massacre, eles compartilharam mensagens de texto emocionais um com o outro. Durante o momento assustador em que um ex-aluno armado invadiu os corredores da escola, tudo o que esses irmãos podiam pensar era no bem estar um do outro.

Sam tem 18 anos e Matthew tem 14. Durante o ataque, eles mandaram mensagens freneticamente entre si para verificar que estavam os dois em segurança.

“Você está bem?”, disse o preocupado Sam ao irmão mais novo.

“Espero que sim. Só para que saiba, eu amo você “, respondeu Mateus amedrontado. “Para sempre. Você é o melhor irmão”.

Depois disso, a cena mais aterradora aconteceu: Matthew perguntou ao irmão se a polícia já havia chegado, porque seu professor acabara de morrer e jazia na entrada da escola.

Resultado de imagem para Mensagens entre irmãos durante o massacre da escola na Flórida vão lhe dar arrepios: “Nós vamos sair daqui, eu prometo”

“Nós vamos sair daqui, eu prometo”, Sam assegurou.

Twitter – Sam Zeif

“Matthew, por favor me responda,” disse o irmão mais velho.

“Você está bem?”, respondeu Matthew.

“Sim. Por favor, continue se escondendo,” alertou Sam.

Twitter – Sam Zeif

Felizmente, ambos os irmãos saíram da escola de forma segura, e agora estão refletindo sobre como a aterradora experiência os aproximou. “A parte mais assustadora de tudo era saber que meu irmãozinho estava bem acima de mim, e eu não sabia se iria vê-lo novamente. Nunca o tratei do jeito que ele merecia “, disse Sam no dia seguinte ao tiroteio. “Ver o rosto dele fora da escola foi o maior alívio que eu já senti. Minhas orações a todos”.

Twitter – Sam Zeif

Sam acrescenta que, a partir de agora, ele nunca vai estar descansado na escola e sempre vai se preocupar com a segurança do irmão. Sem dúvida momentos aterradores, que nenhuma criança deveria ter de enfrentar. A legalização das armas nos Estados Unidos é sem dúvida um assunto a reconsiderar. Compartilhe se concorda!

Fonte: Love What Matters