EMOCIONANTE: Pai escreveu esta carta no seu Facebook para mãe que abandou filha.

0
188

Richard Johnson de 21 anos, viveu um dos momentos mais emocionantes de sua vida em janeiro de 2015, o nascimento de sua primeira e única filha, Persephone. Tudo estava normal quando de repente sua esposa fugiu para Califórnia. Após alguns dias ela chamou dizendo que não poderia cuidar da criança, e que iria dar para adoção logo.

Richard voou para a Califórnia para trazer a menina de volta para casa, mas logo a vida quotidiana se tornou muito difícil. Sem culpar a mãe da criança, acreditando que ela estava passando por uma profunda depressão depois do parto, Richard notou o quão difícil seria criar sua filha sozinha.

Assustado e um pouco deprimido, o pai utilizoua Internet onde descobriu um grupo no Facebook chamado “Life of Dad“, onde se encontrou com outros homens que, como ele, estão enfrentando a tarefa difícil de criar os filhos sozinhos.

Agora que sua vida deu uma guinada de 180 graus, Richard compartilhou sua experiência na “Life of Dad” incentivando outros pais a superar o medo de criar seus filhos sozinhos.

“Vida de Pai

Meu nome é Richard Johnson. Eu sou um pai solteiro de uma linda menininha chamada Persephone. A mãe dela nos deixou um mês depois de seu nascimento. Ainda não sabemos exatamente o motivo, mas suspeitamos que a depressão pós-parto tenha tido alguma responsabilidade nisso. Nas primeiras semanas em que estivemos sozinhos, eu me deparei com a página por acidente. Estava tão nervoso e assustado sobre ser pai. Mas agora sou um pai solteiro e tenho que cumprir dois papéis. Não sabia que conseguiria fazer isso.

Eu li todos os livros de “novos pais” que encontrei e vi 1000 horas de vídeos no Youtube, de tudo o que há para saber sobre como trançar seu cabelo ou maquiagem, de como lidar com os problemas cotidianos. Então eu encontrei essa página e vi que outros pais estavam com problemas semelhantes aos meus.

Quando comecei a observar a página com mais atenção, vi que existem muitos outros pais na mesma situação. A página começou a me dar mais confiança e me ajudou a passar por tudo isso. Vocês realmente ajudaram a minha filha e eu em um momento muito difícil.

Nós dois estamos muito felizes e agora continuamos a crescer juntos todos os dias. Ela agora tem 10 meses, e eu agora começo a pedir constantemente conselhos de parentalidade aos meus amigos. Percorremos um longo caminho, minha filha e eu, e nós definitivamente devemos parte do que somos a esta página e as pessoas que estão nela. Portanto, quero agradecer-vos.

Atenciosamente,
Persephone & Richard Johnson”

FONTE: mae.tips