Emílio Odebrecht: ”Lula sempre traiu a classe trabalhadora desde os anos 70”

0
150

Em sua delação premiada, o empresário Emílio Odebrecht delatou que sempre teve uma amizade com o ex presidente Lula e que ele sempre foi um ”coringa” para ajudá lo a aliciar os funcionários grevistas em suas indústrias na Bahia, principalmente nos anos 70.

Relação esta em que funcionários e sindicatos sempre chegavam a um acordo com intervenção de Lula. Por intermédio de Lula o empresário conseguia o que era melhor para suas indústrias a troco de preço de banana. No princípio de sua carreira como metalúrgico, Lula já trilhava caminhos de corrupção, sendo elas uma gota d água ou um oceano, onde ele chegou.

”Lula sempre foi muito esperto, hábil e ganancioso, gostava de fazer as coisas que só lhe davam vantagem, gostava de uma vida boa, bebidas e dinheiro.

E por isso, Lula, que gostava de levar vantagem em tudo, se vendia barato, traindo os trabalhadores em favor dos empresários, desde o início, quando entrou para o sindicato tomando essas atitudes, cavalgou, entre presidente de sindicato, até o poder máximo da nação, construindo com as suas atitudes um verdadeiro castelo de areia, que aos poucos foi se desmoronando até virar um lamaçal.

Marcelo Odebrecht, sempre agiu com Lula com poder, por ser um homem poderoso, multimilionário e gostava de atividades que lhe davam bastante lucro, sendo legal ou não.

Sempre teve aliado com o Lula porque a ambição dos dois eram a mesma. Emílio chamava Lula de chefe, sendo que o chefe era o próprio Emílio.

Por tanta ganância, os dois chegaram aonde almejaram…mas como a vida é, morreram abraçados na praia de lama. Hoje não se sentam numa mesa juntos.

É esperar para ver…

Jornal Do País.