CIA diz: Rússia ajudou Trump a vencer eleições. Novas eleições nos EUA?

0
1688
Russian President President Vladimir Putin holds up a glass during a toast at a luncheon hosted by United Nations Secretary-General Ban Ki-moon, Monday, Sept. 28, 2015, at United Nations headquarters. (AP Photo/Andrew Harnik)

A agência de inteligência CIA, dos EUA, concluiu nesta sexta-feira (9) que a Rússia interveio na eleição presidencial norte-americana de 2016 para ajudar o candidato republicano, Donald Trump, a alcançar a Casa Branca.

De acordo com a agência, foi avaliado que, à medida que a campanha presidencial de 2016 se concluía, o governo russo prestou auxílio ao magnata para vencer a candidata democrata e ex-secretária de Estado, Hillary Clinton.

Ex-CEO da Ford pode ser secretário de Estado de Trump

Segundo publicação do jornal The Washington Post, os agentes secretos dos Estados Unidos descobriram que os hackers russos vazaram os e-mails do Partido Democrata para a organização Wikileaks.

“A conclusão da Agência de Inteligência é que o objetivo da Rússia era ajudar Trump se eleger”, disse uma autoridade da CIA ao jornal.

“Brasil quebrou as pernas com a eleição do Trump”, diz professora

O governo da Rússia negou todas as acusações de interferência na eleição presidencial dos Estados Unidos. No mês de outubro, Washington acusou formalmente a Rússia de uma campanha de ataques cibernéticos contra organizações do Partido Democrata antes de Trump ser eleito.

Em outubro, o governo dos Estados Unidos acusou formalmente a Rússia de uma campanha de ataques cibernéticos contra organizações do Partido Democrata antes das eleições presidenciais de 8 de novembro.

O presidente Barack Obama disse que alertou o presidente russo, Vladimir Putin, sobre as consequências dos ataques.

Trump disse não estar convencido de que a Rússia estaria por trás dos ataques cibernéticos.