CASO FLORDELIS: Ministério Público e Polícia Civil suspeitam que a deputada fraudou carta do filho

0
45

O Ministério Público e a Polícia Civil, têm suspeita em que a carta que o filho do pastor Anderson, confessa ter assassinado seu pai pode ter sido fraudada pela sua mãe, a pastora e deputada Federal Flordelis e suas duas netas.

Em sua carta, Lucas admite ter participado do crime junto com seu irmão, o vereador Misael, que é filho afetivo de Flordelis.

Lucas (à esquerda) e Flávio (direita): audiência marcada para o fim do mês

O vereador Misael, acusa sua mãe Flordelis, de ser a mentora do assassinato do pastor Anderson.

Conforme o Ministério Público, a carta de Lucas, veio através da mulher de um preso e que a deputada Flordelis, teria feito um depósito na conta do presidiário para pagar o silêncio do filho Lucas, que se encontra preso.