Bolsonaro diz que foi chamado de GENOCIDA e pretende ir na justiça contra JN

0
65

Depois de ser julgado culpado pelas milhares de mortes no Brasil por COVID-19, no Jornal Nacional da Rede Globo, e indiretamente ser chamado de genocida pelos apresentadores William Bonner e Renata Vasconcellos, o presidente Jair Bolsonaro, pretende procurar a justiça, para tomar as medidas que forem cabíveis .

Bolsonaro disse que ”mesmo antes do carnaval, nós estamos tomando medidas concretas” para o combate do coronavírus e disse que, a afronta ”não tem cabimento”

”Com tudo o que nós fizemos? Quase R$ 700 bilhões (investidos), de uma forma ou outra, pra combater o vírus e evitar o desemprego”,disse o presidente.

Não se pode chamar um presidente mesmo que indiretamente de genocida, em rede nacional.

Veja a partir dos 33 minutos e 40 segundos, o  Bolsonaro responde ao  Jornal Nacional e cita as medidas que defende contra o coronavírus: 

Informações: Notícias da TV