”Agora, creio em Deus”, disse médico italiano que deixou de ser ateu em meio a pandemia

1
77

O médico Dr. Julian Urbar, da Itália, deixou de ser ateu após tomar frente nos casos da pandemia mundial, o novo coronavírus. Ele disse que é normal entre ele e seus amigos médicos serem ateus, porque eles pensavam que a ciência era o suficiente.

Porém, em meio ao desespero da pandemia e os números de casos só aumentando, Julian viu que precisava da ajuda de Deus para socorrer o povo.

O fato determinante para o médico Julian tomar essa decisão, de acordo com ele,  ”um pastor de 75 anos foi internado. Ele era um homem bom, educado. Ele tinha graves problemas respiratórios”, relatou o Dr. Julian.

“Ele tinha uma Bíblia e nos impressionou como lia para os doentes enquanto segurava a mão deles. Nós, médicos, estávamos todos cansados, desanimados, psicologicamente e fisicamente acabados. Quando tivemos tempo, ouvimos ele”, relata.

O médico de 38 anos disse, que quando sua equipe médica conversavam entre eles, por mais ateus que já foram, estavam pedindo todos os dias a paz, pedindo ao Senhor que os ajudassem a terem forças para continuarem e cuidar dos doentes.

Dr, Julian disse que o pastor de 75 anos, veio a falecer dias depois, mas o agora, crente em Jesus disse:”Estou feliz por ter me voltado a Deus enquanto estou vendo o sofrimento e a morte de tantas pessoas”.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.