Zé de Abreu tenta debochar de CPI da Lei Rouanet e deputado disse: “mandaremos buscá-lo de jatinho da Polícia Federal”

0
3458

Conforme noticiado aqui no Jornalivre, um dos primeiros requerimentos apresentados na recém-criada CPI da Lei Rouanet pedia a convocação do ator Zé de Abreu. Conforme noticiado, o ator debochou da convocação afirmando que está disposto a ir mesmo sem convocação, que “basta enviarem passagens Paris-Brasília para sua residência”, já que ele mora na capital francesa.

Mais cedo, o deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), que é o autor do requerimento, rebateu: “Se for necessário, mandaremos buscá-lo de jatinho da Polícia Federal”. O deputado ainda ironizou o ator: “Talvez eu possa interrogá-lo com um guarda-chuva. Ele gosta de cuspir nos outros”, disse o parlamentar em referência a quando o ator agrediu um casal com cusparadas e palavrões em um restaurante em São Paulo.

Em seu requerimento, Sóstenes sobre R$ 299 mil arrecadados com a lei de incentivo para a produção da peça ‘Fala, Zé’. A produção da peça não prestou contas sobre os valores, o que a coloca como inadimplente no Ministério da Cultura. Por conta dessa irregularidade, o deputado também pede a convocação da ex-esposa de Zé de Abreu, a produtora Camilla Paola Mosquella.