“Simpsons” previu Trump presidente há 16 anos; “Era um alerta”, disse autor que decretou: ”Estamos falidos”

0
221

Depois de prever a derrota do Brasil para a Alemanha na Copa do Mundo, a animação “Os Simpsons” acertou mais uma previsão: o empresário Donald Trump foi eleito como o presidente dos Estados Unidos na madrugada desta quarta-feira (9), como um episódio exibido em 2000 já havia adiantado.

No episódio, chamado “Bart to the Future”, Bart tem uma visão de sua vida adulta. Nela, sua irmã, Lisa, é eleita presidente. E é aí quem vem a previsão. “Como vocês sabem, herdamos um orçamento bem ruim do presidente Trump”, diz Lisa em uma reunião. Seu secretário, então, decreta: “Estamos falidos”.

Lisa foi sucessora de Trump na presidência em “Os Simpsons”

Autor do episódio, o roteirista Dan Greaney disse à revista “Holywood Reporter” em março que a menção a Trump, feita há 16 anos, era um aviso: “Era um alerta para os Estados Unidos. E aquilo parecia a última parada lógica antes de chegarmos ao fundo do poço. Deu certo porque era consistente com a ideia de que os Estados Unidos estavam ficando loucos”.

Greaney ainda afirmou que a ideia fazia sentido, mesmo quatro anos antes da estreia do reality show “O Aprendiz”, apresentado pelo empresário. “O importante é que Lisa entra na presidência quando os Estados Unidos estão por um fio, e essa é a condição deixada pela presidência do Trumpo. O que precisávamos era que Lisa tivesse problemas que estivessem além de sua capacidade de resolver, que tudo estivesse o pior possível, e é por isso que colocamos Trump como presidente antes dela”.

Em outubro deste ano, Matt Groening, o criador dos “Simpsons”, falou sobre a previsão ao jornal britânico “The Guardian”. “Trump era claramente a piada tapa-buraco mais absurda que podíamos pensar na época, e isso ainda é verdade. Está além da sátira”, declarou.

Ao comentar o que aconteceria caso Trump fosse eleito, Groening disse: “Acho que ficaremos muito inspirados de repente. A eleição do Sr. Trump, por mais horrível que fosse, seria ótima para a comédia, como comediantes sempre dizem”.

Outras sátiras

O episódio de 2000 não foi o único a satirizar a figura de Trump. Em julho de 2015, após o empresário anunciar sua candidatura à Casa Branca, um clipe da série retratou o momento em que ele faz o anúncio — acompanhado por Homer, que recebeu dinheiro para apoiá-lo. Nas cenas, o personagem se junta a um grupo na Trump Tower que pedia votos para o republicano, mas acaba descendo a escada atrás dele e imaginando o que há dentro do cabelo do candidato.

Em outro vídeo, deste ano, Trump aparecia usando um cachorro como peruca e com uma seleção de discursos de Adolf Hitler como livro de cabeceira.

Reprodução

Em 2015, “Os Simpsons” satirizou anúncio da candidatura de Donald Trump à Casa Branca